Loading...

domingo, 12 de outubro de 2014

RIO SALVAÇÃO
(Fiz essa poesia e a musiquei para participar de um festival onde levei a maior vaia da vida na quadra do Ferroviário porque esqueci a letra. Não me lembro mais o ano - possivelmente 77 ou78 - nem o promotor do evento. É uma homenagem ao Rio Madeira)

EU VI A SEREIA NO MAR.
OUVI A SEREIA CANTAR
O SEU CANTO É BONITO, CHEIO DE AMOR (bis)
NAVEGA SORRINDO
SEMPRE CONTENTE
ABRAÇA OS SEUS
SEM PRECONCEITO
DE RAÇA OU DE COR
EM SEU PAÍS.
BELA RAINHA SENHORA DOS MARES
NÃO SEI ATÉ QUANDO EM PAZ FICARÁS
ABANDONA O TEU LAR
FOGE PRO MADEIRA
NELE NÃO CHEGOU A POLUIÇÃO
LEVA CONTIGO AS TUAS CRIATURAS
NADA, VAI DEPRESSA
ANTES QUE ACIONEM O ATÔMICO CANHÃO.
ENQUANTO DE TI ALGUÉM FALAR
SERÁS A MUSA DO LEDO POETA.
EU VI A SEREIA NO MAR
OUVI A SEREIA CANTAR
O SEU CANTO É BONITO, CHEIO DE AMOR (bis)

domingo, 4 de maio de 2014

DO LIVRO: "DEUS E O ESTADO"

Jeová, que, de todos os
bons deuses adorados pelos homens, foi certamente o mais ciumento, o
mais vaidoso, o mais feroz, o mais injusto, o mais sanguinário, o mais
despótico e o maior inimigo da dignidade e da liberdade humanas, Jeová
acabava de criar Adão e Eva, não se sabe por qual capricho, talvez para
ter novos escravos. Ele pôs, generosamente, à disposição deles toda a
terra, com todos os seus frutos e todos os seus animais, e impôs um
único limite a este completo gozo: proibiu-os expressamente de tocar os
frutos da árvore de ciência. Ele queria, pois, que o homem, privado de
toda consciência de si mesmo, permanecesse um eterno animal, sempre
de quatro patas diante do Deus "vivo", seu criador e seu senhor. Mas eis
que chega Satã, o eterno revoltado, o primeiro livre-pensador e o
emancipador dos mundos! Ele faz o homem se envergonhar de sua
ignorância e de sua obediência bestiais; ele o emancipa, imprime em sua
fronte a marca da liberdade e da humanidade, levando-o a desobedecer
e a provar do fruto da ciência.

sábado, 16 de junho de 2012

Depois de perder a mulher que virou uma estátua, na destruição de Sodoma e Gomorra, porque ela desobedeceu ao anjo e olhou para trás, Ló foi morar em uma caverna com as suas duas filhas. Temendo não ter filhos a mais velha deu um porre no pai e fez sexo com ele e engravidou. No outro dia deu outro porre e mandou sua irmã mais nova fizesse o mesmo. É interessante notar que essa história de não ter ninguém da mesma linhagem parece não ter fundamento.  Conta-se que ele não soube que comeu as duas filhas. Sabe-se apenas que ele ejaculou porque conseguiu engravida-las. Se ele gozou não podemos afirmar, porém cada uma deu a luz filhos. É interessante notar que um homem fique tão bêbado, duas noites seguidas e não se dê conta dos fatos. Até porque eram suas duas filhas. Essa marca de cachaça deve ser muito perigosa para os pés inchados de hoje. A mais velha deu a luz a Moabe, que é o pai dos Moabitas e a mais nova, a Bem-Ami que é o pai dos filhos de Amom. Sobre seu avô Ló, a história nada mais conta sobre ele.

domingo, 25 de março de 2012

Um dia Abrão estava sentado na frente da sua tenda quando três homens que vieram dar a notícia de que Sara haveria de conceber e dar a luz um filho e também destruir Sodoma e Gomorra. Só que não falaram para Abrão. Apenas O SENHOR, deu a notícia a ele. Eram anjos que apareceram a Abrão e se foram em direção as duas cidades. Na verdade foram parar na casa de Ló. Entretanto não eram mais três apenas dois. Por certo, na verdade o outro que estava junto com os dois na casa de Abrão, era o SENHOR que tinha subido aos céus e deixado apenas os anjos para destruírem as cidades. A putaria era tão grande que os homens de Sodoma vendo os dois anjos chegar à casa de Ló confundiram com travestis. Nunca tinham visto anjos. Talvez o jeito angelical os tivesse confundido com "viados", "bichas", "travestis". Tanto é que foram até Ló e queriam arrancá-los à força da casa para abusar deles ao ponto de Ló oferecer as suas duas filhas virgens para que eles abusassem delas desde que não tocassem naqueles homens. Mal sabiam eles do poder desses homens. Os anjos feriram todos aqueles de cegueira, moços e velhos e eles se ferraram. Lá pela madrugada os anjos mandaram que Ló e toda a sua família se mandassem dali porque eles iam fazer chover enxofre e fogo e liquidar com as duas cidades. Os anjos agarraram Ló e sua mulher e suas duas filhas e os fizeram correr daquele lugar. Ló e suas duas filhas correram. Sua mulher foi olhar para trás e se transformou numa estátua de sal. Os seus genros, os que iam casar com suas duas filhas se foderam no incêndio. Não sei não, viu! Mas no catecismo, enxofre é coisa do diabo.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012